19 de fevereiro de 2012

"Um corpo quer outro corpo.
Uma alma quer outra alma e seu corpo.
Este excesso de realidade me confunde"

Poema Começado no Fim de Adélia Prado

Nenhum comentário: